domingo, 29 de novembro de 2009

Curitinopla

                                           para:

                                           manuel bandeira
                                           nelson rebello (oil man)
                                           rodrigo madeira
                                           dalton trevisan
 

Vou-me embora pra Curitinopla
Lá sou amigo do Oil Man
Lá vive a morena que eu quero
Na cidade onde sou refém

Vou-me embora pra Curitinopla
Vou-me embora pra Curitinopla
Aqui eu não sou feliz
Lá a existência é uma aventura
De tal modo incongruente
Que um poeta louco da Saldanha
Que versa principescamente
Vem a ser preteritamente
O agora que nunca tive

E farei footing no Barigui
Andarei de bicicleta
Montarei em bi-articulado
Subirei na torre da Telepar
Tomarei banhos de chafariz!
E quando estiver cansado
Deito à beira da ciclovia
Mando chamar o Dalton
Pra me contar as histórias
Que no tempo de eu menino
Ninguém vinha me contar
Vou-me embora pra Curitinopla

Em Curitinopla tem tudo
É outra civilização
Tem um progresso seguro
Tem palhaços no calçadão
Tem lombada eletrônica
Tem cristais à vontade
Tem curitibocas bonitas
Para a gente namorar

E quando eu estiver, assim...
Que nem tarja preta der jeito
Quando de noite pintar
Vontade de me matar
- Lá sou amigo do Oil Man -
Terei a morte que eu quero
Na tumba que escolherei
Vou-me embora pra Curitinopla.

 
RAUL POUGH
 
(*) Adaptação curitiboca do poema "Vou-me embora pra Pasárgada", de Manuel Bandeira.

6 comentários:

Otávio disse...

pô, Raul, essa foi uma das coisas mais geniais e engraçadas q eu já li! leminski teria um orgasmo (se madeira já não o tivesse matado)

e é por isso q eu digo e reitero:
- toca Raul aí, porra!

Ignácio disse...

Ótimo Raul!!!

Olinto A. Simões disse...

Grande Raul:

1º - Estou surpreso porque você escreveu mais de 3 linhas.

2º - Você, Madeira, Oil Man, etc e tal, fazem justamente a Curitinopla para onde vim, então..., eu estava certo.

3º - Não economize mais palavras. Você tem muito a escrever, mostrar e nos brindar.

Grande abraço.

Andrea Motta disse...

Bom diaaa!!
Muito bom caro Poeta!
Gostei muito mesmo..
boa semana,
beijocas
Andréa

Deisi Giacomazzi disse...

Raul já estamos aí
e também aqui,
temos Rodrigo
Oil man
Barigui
você
e tantos outros
visíveis ou não
como diria o Snegel!!!!

Rodrigo Gonzatto disse...

Começo a compreender!